Como configurar um GUI (ambiente gráfico) em uma instância Ubuntu na AWS

As instâncias Linux no serviço EC2 da AWS por padrão não vêm com uma GUI instalada. Tudo é feito, geralmente, via SSH.

No entanto, é bem fácil configurar uma GUI em sua instância Linux na AWS. Para o exemplo que faremos, utilizaremos o LXDE, que é uma GUI bastante leve, o que ajuda muito quando falamos de instâncias do tipo “micro” e “small” da AWS.

Pré-requisitos:

1) Uma instância no EC2 com o Ubuntu;
2) As portas 22 (SSH) e 3389 (RDP) liberadas no Security Group associado a instância Ubuntu.

Passo 1

Conecte na instância utilizando o SSH.

Passo 2

Certifique-se de que a porta 3389 está liberada, pois utilizaremos ela para conectar após a instalação do LXDE.

Passo 3

Vamos instalar o LXDE. Para isso, execute os comandos:

sudo apt-get update
sudo apt-get install lxde

Passo 4

Uma vez instalado o LXDE, inicie-o.

sudo start lxdm

Passo 5

Vamos agora instalar o XRDP. Como utilizaremos uma conexão do tipo Remote Desktop, não é possível fazê-lo utilizando SSH. Por isso utilizamos o XRDP, que é um servidor de RDP opensource.

sudo apt-get install xrdp

Passo 6

Estabeleça uma senha para o usuário ubuntuPor padrão, as instâncias Linux no serviço EC2 da AWS são acessadas utilizando uma chave do tipo .PEM. Nesse caso, precisaremos de uma senha habilitada para o usuário, já que conexões RDP exigem uma senha.

sudo passwd ubuntu

Passo 7

Inicie uma conexão RDP utilizando o DNS ou IP público da sua instância Linux na AWS.

image

Passo 8

Digite o login ubuntu e a senha que você configurou para esse usuário.

Passo 9

Pronto! Agora você pode acessar sua instância Linux pelo ambiente gráfico.

image
Anúncios

e-Nable

 

“A beleza de código aberto é que melhorias podem vir de qualquer lugar. Muitas vezes, eles têm uma vida própria, abrangendo fusos horários e até mesmo séculos.” Uma produção da Redhat Films, assista o premiado filme “e-Nable.”

 

The Open Organization: Igniting Passion and Performance (A Organização Aberta: Acendendo Paixão e Desempenho)

O livro “The Open Organization: Igniting Passion and Performance” (em português “A Organização Aberta: Acendendo Paixão e Desempenho) foi escrito por Jim Whitehurst, presidente e CEO da Red Hat, fornecedora líder mundial de soluções de software de fonte aberta. Desde que entrou em 2008, a Red Hat tem sido chamado pela Forbes como uma das empresas mais inovadoras do mundo, adicionado ao S & P 500, e designada como um dos melhores lugares para se trabalhar pelo Glassdoor. O ex-COO da Delta Air Lines e sócio da The Boston Consulting Group, Jim tem um BA em economia e ciência da computação da Universidade Rice, e possui MBA pela Universidade de Harvard.

O livro apresenta como os líderes de hoje precisam compreender que a velocidade e agilidade são as chaves para o sucesso de qualquer empresa. Muitos destes líderes ainda estão frustrados que as suas organizações não podem se mover rápido o suficiente para se manter competitiva. A cadeia típica do comando é muito lenta; recursos internos são muito limitados; as pessoas já estão executando além das expectativas normais. Como o ritmo acelera, como você inspira energia e criatividade das pessoas? Como você colabora com clientes, fornecedores e parceiros para manter a sua organização na vanguarda? Que tipo de organização coincide com a velocidade e complexidade que as empresas devem dominar – e como você construir essa organização?

“The Open Organization” é leitura obrigatória para quem deseja entender como uma organização aberta – e a Redhat sabe bem o que é isso – consegue, ainda que baseada em princípios de liberdade de propriedade intelectual, consegue ser inovadora e única.

image

Link: https://www.redhat.com/en/explore/the-open-organization-book